segunda-feira, 22 de maio de 2017

Esclarecimento das regras do blog

Devido aos últimos acontecimentos gostaríamos de reforçar que pornografia infantil é crime e não deve ser compartilhada. 


Nosso blog não faz postagens e nem compactua com fotos, imagens ou videos de menores de idade.

Pedimos também aos menores de idade para que não fiquem compartilhando ou enviando fotos para sites ou pessoas mesmo que conhecidas estas podem tomar um rumo incerto e trazer eventuais problemas na sua vida.

Pedofilia é crime.

Pergunta sobre Punheta

Responda  uma pergunta sobre Punheta na Yahooo que  achei legal


Entre aqui e responda  https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20170521222237AAEhH4g

sábado, 20 de maio de 2017

Com o primo no sitio do vovo

Somos de um bairro pobre aqui em Caucaia cidade metropolitana vizinha a Fortaleza e  eu estava com meus  13 anos ,sou magrinho,de corpo de menino que ainda nao cresceu e tenho raiva por isso e o meu primo joao victor é um pouco maior,meio gordinho,e ele tem um irmão chato esse meu primo tira minha paciencia,mas pode ele não ir bem nas provas antes das ferias teve que ficar de castigo e não foi para sitio do meu avô.
Era sexta feiras eu com as provas na mão die noticia a minha mae, que passei e isso foi meu passaporte para viajar, meus pais sao pobre,mas valoriza os estudos e viajamos para o interior pertinho em São Gonçalo do Amarante do nosso avô.
E eu também encontrei esse meu primo que estaba falando dele no começo o Joao vitor ou vitinho, a gente voltou a se aproximar, e nessa tarde jogamos bola, fomos tirar goiaba, fazer coisa que meninos gostam de fazer e ao cair da tarde fomos para banheiro e fomos juntos,eu tava com vergonha ,mais depois que ele tirou a roupa eu também tirei .
E começamos tomar banho, e falamos das meninas,enquanto se ensaboava ele tomava banho na frente e eu via o pau dele e aquela cabecinha coberta pela pelinha,mais rosadinha e nao sei que tava acontecendo eu tava so olhando para o pau dele dava e ele olhou para meu pau meio bomba e disse:
- ei tu tem a minha idade,mais teu bilau é maior que o meu 
- é mesmo é? eu fiquei meio sem jeito
- é sim manh, ! e voltou a confirmar 
Eu para zuar e quebrar o gelo disse :
- Deve ser porque bato punheta 
Vi que a palavra punheta chamou atenção dele ,mas nao queria ficar por baixo e disse também 
- Eu tbm bato Punheta
Nisso nosso pau tava ficando duro e a conversa tomando um rumo de tesão,mas minha Avó , nos chama ,dizendo que estamos demorando e falamos que estamos nos enxugando ,
Poxa que azar ,mais saimos do banheiro e tomamos o café da tarde e fomos para um quarto que é grande dizer que iamos brincar.
Então a gente colocou o colchão no chão e deitamos  junto pra tirar um cochilo,no fim a gente tava cansado até dá hora da janta e  gente ir passear na pracinha da cidade, para azarar alguma menina.
Então depois dele deitado do meu lado, ele me pergunta:
- Ei tu é BV ?
- Eu sou não e tu? perguntei ele 
- Eu também nao sou ,mas é bom né falar das gostosinhas
E nesse altura voltamos a ficar com os bilau duros e paramos e ficamos meio sonolento ,mas na brincadeira ele fingia que tava sonhando e falava o nome de uma menina e ele me abraçava e depois ele tirava o braço de cima de mim,eu entrei na onda e dizia o nome de uma menina e abraçava ele...
Quando ele falou de novo o nome da menina e me abraçou eu peguei a mão dele e coloquei em cima no meu pau,mas por cima da calça e ele não fez nada depois foi eu,eu abracei ele e ele foi e colocou a minha mão em cima do pau dele,quando ele e abraçou de novo eu coloquei a mão dele dentro da minha calça e depois ele fez isso comigo e fazia a movimentação na minha mão de ficar batendo uma pra ele, depois foi minha vez....
Depois de um tempo na casa da minha a gente dormiu na mesma cama,ele pediun pra mim passar a mão na costa dele,quando eu passava a minha mão na costa dele eu passava mão na bunda dele tbm e depois ele se virou e fiquei passando a mão na pica dele...depois fizemos isso na casa do meu tio,só que a gente já tava mais solto um com o outro,eu já batia punheta pra ele mesmo ele até gozava na minha mão era muito legal,passar a mão no pau dele e na bunda tbm,só que fazíamos isso de noite e de manhã fingíamos que nada tinha acontecido e nem falávamos nisso,acho que a última vez que fizemos isso nós tínhamos unz 16 anos e eu tentei empurrar o pau dele no meu cú mais não entrou eu sentia muito tesao quando eu batia uma pra ele e ele batia pra mim

sexta-feira, 19 de maio de 2017

As primeiras lutinhas de espadas com o primo


Minha primeira experiência foi de vê outro pau foi engraçado de contar 
A gente mora bem próximo ao novo shopping que abriu esse ano Rio Mar Kennedy, na avenida Olavo Bilac, e e´costume a gente na idade de pivete (linguajar) cearense ter muito primos ou amigos para brincar. 
A gente pulou o terreno eu  meu primo  kel  e  fomos tentar tirar jambo, nesse terreno onde seria futuramente o Rio Mar , e  depois  bateu vontade de  urinar Quando meu primo ,  sugeriu uma brincadeira nova, 
Que era que durante que  gente mijar , a gente ficasse do lado do outro 
E ele tirou o pinto duro pra fora e falou que eu tinha que tirar o meu também, tirei o meu tava mole e daí ele encostou o dele no meu e começou a esfregar essa brincadeira de esfrega esfrega deixou meu pinto duro, a gente tava com 13 anos e  dava tensão , eu ainda nao tinha descoberto a punheta ,so ficava duro,mais nao batia punheta isso foi o máximo descobrr.
Virou nossa brincadeira favorita, ele morava do lado de casa, brincávamos assim todos dias que tínhamos um tempinho de tarde . Brincávamos até cansar e como tinha muita energia, ficávamos um tempão esfregando os pintos.

Mas um dia a minha tia adelaide,nos pegou no quarto da casa dele , fazendo isso e  ele levou uma surra e eu levei uma da minha 
porque ela viu nosso duelo de espadas e nos proibiu de brincar juntos. 
Acabamos nos distanciando e depois não tocamos no assunto e isso se passou um ano .
E eu conversando com outro primo meu , sobre assunto de gostosas, e tal ficamos de pau duro , ele me mostrou o pau dele  eu mostrei o meu e  o inesperado aconteceu.
E com esse primo tive oportunidade de me lembrar das lutinha.
E todo menino na fase da punheta fica curioso e exitado e  a ter uma luta de espadas de novo, foi com outro primo,  Léo. 
E Com esse primo eu era mais unido,tinha mais intimidade, com ele,e  o melhor da salvação  minha família ja tinha esquecido do caso, nao se comentava mais no assunto.
Eu já estava com 14 anos, e  tinha também aprendido a bater punheta e com ele  a gente sempre tocava no assunto,mais jamais contei que fiz lutinha de espadas com nosso primos,falávamos sobre besteira, batíamos punheta juntos,(isso aconteceu outro dia que contarei depois ) um ficava mostrando o pinto para o outro. 
Mas não rolava nada avançado entre nós. 
Até um dia em que fomos tomar banho juntos. 
Não havia malicia, eu nem pensava mais nos duelos com o outro primo kell, 
E minha mae, nem ligava se a gente tomasse banho em casa juntos, ou ele ficasse no meu quarto trancado comigo jogando vídeo game .
Só que em um dia desse de tarde ficamos pelados, o pinto dele estava duro o meu também, nada anormal, pois estávamos acostumados a bater punheta juntos, mas as coisas mudaram quando ele falou para medirmos nossos paus. 
O meu era um pouco maior que o dele, só que nossos paus se roçaram enquanto fazíamos a medida, daí eu lembrei da sensação gostosa de ter outro pau se esfregando no meu. 
Na hora convidei ele para fazer a lutinha e  ele perguntou como era
- Ei  man como é essa brincadeira  .disse ele
Ai, eu falei assim:
- É assim , voce esfrega o pau no meu pau e eu faço o mesmo e voce vai vê como é que ficamos .
E comecei a esfregar meu pau no dele. 
Depois disso sempre que eu ia posar na casa dele tomávamos banho juntos. 
Fizemos só uma vez no quarto, as outras foram todas no banheiro, afinal é normal ficar pelado no banho. 
Eu não queria perder a brincadeira de novo. Fizemos umas 8 ou 9 vezes. 
Mas ai eu me mudei e nos distanciamos, só depois de alguns anos voltei a posar na casa dele, mas daí não tocamos no assunto e nem tínhamos mais idade pra tomar banho juntos. 

quinta-feira, 18 de maio de 2017

eu e meu amigo das punhetas

A gente sempre tem algo a fazer compatilhar com amigos e colegas e quando tinha 14 anos ganhei tablet com cartão de memoria cheio d evideo porno  do meu tio .
Meu tio tem 23 anos, ,mas é cara mente limpa,.e sempre diz que ja bateu muita punheta e que vê o sobrinho dela batendo com expriração  eheheh.
Eu d epronto tinha uns amigos de confiaça e avisei o que tinha ganhado e queria mostrar para eles tambem .
 Ao avisar meus amigos da escola e vizinhos das revistas minha casa virou o ponto de encontro deles, pois na época não era tão acessível a internet como hj em dia. No começo cada um via a revista e ia para um canto sozinho, eu por ja ter pau grande não tinha vergonha de me masturbar perto deles, até que um dia o Bruno que tinha minha idade e pau pequeno resolveu pedir para a gente medir antes de bater uma, peguei minja régua da escola e fomos medir na época tinha 16cm e bruno 13cm.

Ele ao ver meu pau grande pediu para segurar para ver como era, ao tocar meu pau senti muito tesão e ele pediu para tocar no dele, mesmo pequeno era um pau bonito. Ele bateu para mim até eu gozar e eu bati para ele tbm até ele gozar muito q espirrou no meu rosto.

E repetimos isso várias vezes mas seu pau ainda era pequeno, mesmo depois de um ano batendo para o outro.

Quando tinha 17 anos ja não batiamos mais e não estudavamos o 3° ano juntos ele apareceu em casa pois queria falar comigo. Fomos no porão e ele disse q precisava mostrar algo e abaixou a calça e mostrou uma rola grande 17cm nada parecida com os 13cm de uns anos atrás e disse q precisava mostrar para mim pois era o único q tinha visto pois antes pertos dos amigos ele nunca batia sempre só comigo.

Tbm fiquei de rola dura e fomos bater uma só que ele queria mostrar algo e abaixou e me chupou até gozar na bocadele, dai deitou pelado no chão levantou as pernas e mostrou um rabo peludo enfiou um dedo e gozou muito na sua cara e boca. Disse q adorava o gosto da porra dele mas a minha era melho